Certificado de Originalidade

Certificado de Originalidade

O Certificado de Originalidade é regido pela Resolução No. 056, do Conselho Nacional de Transito - CONATRAN, de 21 de maio de 1998, e Portaria do CONATRAN No. 28 de 26 de novembro de 1998.

O Mopar Clube de Brasília, clube membro da Federação Brasileira de Veículos Antigos - FBVA, possui a prerrogativa de avaliar e solicitar a emissão do Certificado de Originalidade conforme as normas regidas pelos atos do CONATRAN e pelas regras do Manual de Avaliação regido pela FBVA.

Para o veículo poder possuir a Certificação de Originalidade, deverá atentar para o seguinte;

Filiar-se ao Mopar Clube de Brasília Pagar a taxa de avaliação do Certificado Possuir a documentação do veículo regularizada O veículo possuir pelo menos 30 anos de fabricação Se submeter à avaliação conforme determina a FBVA em seu Manual de Avaliação

Uma vez aprovado, será emitido o Certificado de Originalidade para o Veículo, com vínculo ao CPF do proprietário, sendo este, intransferível.

De posse do Certificado, o proprietário deverá comparecer ao DETRAN de sua localidade para proceder a troca da Placa do Veículo para a categoria “Colecionador”.
O MOPAR CLUBE DE BRASÍLIA é uma entidade sem fins lucrativos e filiada à Federação Brasileira de Veículos Antigos. Estamos aptos a realizar o procedimento de vistoria em veículos com mais de 30 anos que estejam aptos a receberem o Certificado de Originalidade expedido pela Federação em nome do Mopar Clube de Brasília, conforme a Resolução do Conselho Nacional de Trânsito no. 56 de 21 de maio de 1998.

Mais informações, entrar em contato com o WhatsApp Comercial do Clube pelo número (61) 9175-6678.
O Certificado de Originalidade deve ser reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e emitido por uma entidade credenciada e reconhecida pelo Denatran, como é o caso do Mopar Clube de Brasília e a Federação Brasileira de Veículos Antigos - FBVA.

Essas entidades são instituídas para a promoção da conservação de automóveis antigos e para a divulgação dessa atividade.

Para a realização da vistoria para concessão do Certificado de Originalidade ao veículo, bem como para a sua emissão, será cobrada uma taxa que cobre os custos, bem como o solicitante deverá proceder à associação ao Mopar Clube de Brasilia, de forma anual até o vencimento do Certificado, que possui um prazo de 5 anos, devendo, após este prazo, ser renovado. Após consegui-lo, o proprietário do carro antigo deve providenciar sua mudança de categoria junto ao órgão de trânsito.

O Certificado de Originalidade é necessário para fazer o registro do veículo na categoria “Colecionador”.

A placa de colecionador traz uma série de benefícios ao proprietário do carro antigo. Além de reconhecer seu valor histórico, dispensa o veículo do disposto nos artigos 104 e 105 do Código de Trânsito Brasileiro. Em outras palavras, os veículos de placa preta ficam dispensados da inspeção veicular para controle de emissão de gases poluentes e ruído e dos seguintes equipamentos obrigatórios:

– Cinto de segurança;
– Encosto de cabeça;
– Dispositivo destinado ao controle de emissão de gases poluentes e de ruído;
– Air bag frontal para o condutor e o passageiro do banco dianteiro;
- Outras exigências que porventura vierem a ser impostas pelo Denatran.